O Orfeão Terras de Aguiar assinalou no passado dia 20 de março, com um jantar de convívio no Restaurante Nascente do Corgo, em Vila Pouca de Aguiar, que juntou cerca de 60 pessoas, o 10º aniversário, um evento que terminou com a atuação de um grupo de fados.

Estiveram presentes no jantar o presidente da direção, Joaquim Moreira, o presidente da mesa de Assembleia, Óscar Sousa, o diretor artístico, Marco Aurélio Moura, elementos do grupo coral e familiares, assim como o presidente da Câmara Municipal, Alberto Machado, o vereador da cultura, Duarte Marques, o pároco de Vila Pouca de Aguiar, António Paulo, e o presidente da Junta de Freguesia, Adelino Reguengo.

Na sua intervenção, o presidente da direção agradeceu às entidades presentes, que apoiam incondicionalmente o orfeão, mas também aos elementos que o constituem, pela entrega, dedicação e empenho nas diversas atuações. Alberto Machado, autarca local, aproveitou para recordar a importância da cultura no concelho e o apoio que o município tem dado às coletividades.

Com um reportório amplo e variado, este grupo coral, com cerca de 40 elementos (7 baixos, 7 tenores, 12 sopranos e 16 mezzo-sopranos), ganhou um novo alento em 2015, com a chegada do maestro Marco Aurélio Moura, que veio substituir João Gonçalves, anterior diretor artístico que deu um grande contributo, durante longos anos, ao orfeão.

Habitualmente, o grupo coral reúne uma vez por semana. Este mês, com os preparativos do Auto da Paixão, que se realiza a 14 de abril, o Orfeão Terras de Aguiar tem dois ensaios semanais, na Casa da Cultura e no Centro Paroquial. Ainda no mês de abril terá atuações em Arcos de Valdevez (dia 8), Mesão Frio (dia 9), e Cinfães do Douro (22).

(…)

Reportagem completa na versão impressa

Edição nº 130

Comentar

Please enter your comment!
Please enter your name here