António Guedes – Presidente da Junta de Freguesia do Alvão

A freguesia do Alvão, com cerca de 900 habitantes, foi criada aquando da reorganização administrativa de 2012/2013, resultando da agregação das antigas freguesias de Afonsim, Gouvães da Serra, Lixa do Alvão e Santa Marta da Montanha. Atualmente com 13 aldeias (Afonsim, Reguengo, Trandeiras, Gouvães da Serra, Pinduradouro, Povoação, Santa Marta do Alvão, Viduedo, Lixa do Alvão, Carrazedo do Alvão,  Colonos e Paredes do Alvão), ocupa um território com 53 quilómetros quadrados.

O autarca, António Guedes, que, profissionalmente, dirige a Cooperativa Agrícola Aguiarense, foi eleito pelo PSD em 2013, cumpriu, anteriormente, dois mandatos como presidente da Junta de Freguesia de Lixa do Alvão, entre 2005 e 2013. Curiosamente, a freguesia e Lixa do Alvão, instituída oficialmente a 22 de Agosto de 2003, desanexada da freguesia de Soutelo de Aguiar, acabaria por ser extinta com a agregação de 2013. Foi, durante esse período, a freguesia mais nova de Portugal.

“Alargamento foi positivo”

A designação da nova freguesia do Alvão, que exclui as nominações das freguesias por ela agregadas, “foi a forma mais simples de classificar, administrativamente, o território”, explicou o responsável. “Uma vez que eram quatro, não fazia sentido incluí-las todas no mesmo nome”, disse.

O presidente da junta de freguesia defendeu, desde o início, a agregação das freguesias que compõem o território da Serra do Alvão. “Em vez de ter quatro freguesias pequenas, temos uma grande.  Tenho, agora, muito mais representatividade junto da autarquia. A verba foi melhorada, o que permite ter uma pessoa a tempo inteiro e manter o edifício da junta permanentemente aberto ao público, o que não era possível em nenhuma das anteriores freguesias”, defendeu.

Alvão-é-uma-freguesia-portuguesa-do-concelho-de-Vila-Pouca-de-Aguiar

Proximidade e acessos

A freguesia beneficia do esplendor da serra e do Parque Natural do Alvão. Os acessos às autoestradas A24 e A7 são uma vantagem, principalmente para os que vêm fazer turismo rural, desportos aquáticos, ou simplesmente pescar.

“É uma zona boa para se viver. Para mim é o coração do concelho. É próximo da sede, temos o nó da A24, e a A7 passa por lá. Temos muita agricultura, terrenos muito férteis, nos quais brotam batata, centeio, milho, entre outras culturas”. Para além disso, contam com pequenos comércios, como cafés ou restaurantes, e vão beneficiar da construção da Aldeia Rural e Parque de Campismo e Caravanismo, para além da requalificação da lagoa ou Barragem da Falperra, administrativamente situados na freguesia vizinha de Soutelo de Aguiar. Todo este investimento que está a ser feito na serra do Alvão vai ser muito benéfico para a freguesia, que também se situa próxima da importante serra do Minhéu”, contou o presidente.

Grandes freguesias, trazem grandes responsabilidades, e este é, sem dúvida, um território a ter em conta.

(…)

Reportagem na integra na edição nº 8 de 28 de outubro de 2014

2 COMENTÁRIOS

  1. Gostei muito deste local pois brevemente o irei vesitar e passar mais tempo e faxer o que ei mais gosto pescar

Comentar

Please enter your comment!
Please enter your name here