É com algum espanto que vemos um dos recentes campeões nacionais sem equipa. Não é inédito, mas face ás dificuldades económicas que o país atravessa, até mesmo um Campeão não é excepção, e esta é uma dessas alturas.

Este é o caso de André Pires, Campeão Nacional de Superbike em 2014, a classe de topo no mundo da competição de motos em Portugal, e que conta ainda com dois título nacionais em 125GP e SuperStock 600. André tem já agendada – e praticamente garantida – a participação numa das maiores provas internacionais, o TT na Ilha de Man, muito graças ao sempre presente apoio da autarquia da sua naturalidade (Vila Pouca de Aguiar).

Pires, que o ano passado defendeu a coroa nacional aos comandos oficiais da Yamaha, sob orientação da SBK Incortcar, tem neste ano dificuldades adicionais em garantir a sua participação no Campeonato Nacional de Velocidade 2016, dado o fim da estrutura nortenha, deixando o piloto sem continuidade garantida.

O piloto luta agora pela participação, tentando reunir apoios entre as diversas empresas nacionais, com vista à participação no mais competitivo campeonato de motos em Portugal, sempre motivado e com confiança das suas capacidades ainda esta na esperança que surja uma estrutura para lutar pelo título Nacional.

Comentar

Please enter your comment!
Please enter your name here