O piloto aguiarense André Pires vai ser o único representante luso na 50ª edição do Grande Prémio de Motos de Macau. Em ano de festa a prova mais emblemática do sudeste asiático promete novos desafios aos motociclistas.

André Pires, piloto natural de Vila Pouca de Aguiar, está confiante num bom desempenho e espera alcançar uma classificação positiva. Convém, ainda mencionar que 50º Grande Prémio de Motos de Macau vai decorrer entre os dias 17 e 20 de Novembro.

Para o motociclista será “será um privilégio estar no meio dos melhores do mundo”. “Irei ser o único piloto Português presente nas motas, com uma equipa Inglesa, Bimota UK. Depois da prova em Inglaterra que participei, tive o convite desta equipa para participar no GP de Macau que me ofereceram todas as condições para poder participar com uma boa mota (Bimota BB3) e uma boa estrutura técnica. Já tive oportunidade de testar a mota, dois dias em Inglaterra, e achei uma mota fantástica, muito rápida e ágil”, referiu.

Quando a resultados, André Pires sublinhou apenas que o objetivo é conseguir a melhor marca. “Esta é uma parte que pouco gosto de falar. Claro que o meu objectivo é conseguir o melhor resultado possível e se melhorasse a minha marca que tenho, o 13º posto, era mesmo óptimo. Mas não posso definir um resultado alcançar, primeiro porque vou com uma mota que não conheço bem – apenas andei duas vezes e ainda tenho que me adaptar melhor – segundo porque estou a competir contra pilotos profissionais, pilotos que o trabalho deles do dia-a-dia é andar de mota e fazer corridas. Este é um circuito difícil onde sei que o risco é grande e por isso não posso cometer falhas pois pode custar caro”.

Edição nº 111

Comentar

Please enter your comment!
Please enter your name here