Inaugurado em 2006, o Parque Empresarial de Vila Pouca de Aguiar deu uma nova vida à antiga fábrica da Tabopan, que ficou desativada após a falência da empresa, no início da década de 90. Mais de 20 anos depois, o empreendimento tem, para já, 12 empresas instaladas.

Pedro Barros, responsável pela empresa Parmontes (Sociedade de Promoção e Gestão de Parques Empresariais de Trás-os-Montes, SA), que gere as instalações, em ligação estreita com a autarquia aguiarense, reconhece a crise não permitiu, até agora, uma ocupação maior do espaço, mas está confiante que o processo de instalação de empresa venha a crescer paulatinamente. “Estamos a tentar cativar algumas empresas para este parque, mas, apesar do clima de crise, que atrasa o investimento, as coisas estão a correr bem e há cada vez mais interessados”, referiu.

As vantagens são a partilha de um espaço comum, perfeitamente legalizado, bem situado (não fosse a proximidade às autoestradas A7 e A24 que liga facilmente ao resto da europa), uma ampla área de estacionamento, possibilidade de adquirir diversas tipologias de espaço, rapidez na instalação, “tudo por um valor de arrendamento ou aquisição muito competitivos”.

(…)
Notícia completa na edição nº 23, nas bancas

Comentar

Please enter your comment!
Please enter your name here