A Câmara Municipal e a Parmontes, gestora do Parque Empresarial de Vila Pouca de Aguiar, vão estabelecer um protocolo de cooperação com o intuito de incentivar a fixação de empresas na área empresarial localizada junto à Estrada Nacional (EN2), a sul da sede de concelho.

Para o presidente da Câmara, Alberto Machado, este protocolo visa incentivar a iniciativa privada pelo que a autarquia está ao lado dos empresários com a implementação de medidas para a criação de emprego. Esta proposta de incentivos foi aprovada, a 11 de fevereiro, em reunião de Câmara.

A autarquia vai apoiar a fixação de novas empresas no Parque Empresarial de Vila Pouca de Aguiar, através da comparticipação em 33% do valor da renda relativa ao primeiro ano de atividade da empresa que se instale no parque de empresas. Por sua vez, a Parmontes procederá à redução do valor da renda em igual percentagem e durante o mesmo período.

Nesse sentido, uma empresa que se venha a fixar no Parque Empresarial de Vila Pouca de Aguiar pode usufruir de uma redução da renda em 66% durante o primeiro ano de atividade e integrar as campanhas de divulgação do espaço e iniciativas do Parque Empresarial, que contarão com a colaboração do Município.

Apoiar o tecido empresarial na região, incentivar a criação de microempresas e a valorização dos recursos locais, tais como o granito, os produtos agroalimentares e as energias renováveis estão entre os objetivos do protocolo a ser estabelecido pela Câmara e Parmontes.

No reconvertido espaço da antiga Tabopan, o Parque Empresarial de Vila Pouca de Aguiar – que dista em cerca de seis quilómetros dos nós das autoestradas A24 e da A7 – é gerido pela Parmontes (Sociedade de Promoção e Gestão de Parques Empresariais de Trás-os-Montes) tem atualmente dez empresas instaladas e tem infraestruturas aptas para receber cerca de meia centena de empresas.

Notícia na edição nº 74, nas bancas

 

 

Comentar

Please enter your comment!
Please enter your name here