A celebração dos 500 anos do Foral de Terras de Aguiar de Pena já está a mexer com a celebração do Dia do Município, podendo mesmo vir a ser alterado o dia de todos os aguiarenses.

É que, se por um lado, é certo que D. Manuel outorga carta de foro a Aguiar de Pena a 16 de maio de 1517, por outro, não se vislumbra qualquer facto ou motivo para que o Dia do Município se celebre a 22 de junho.

Na reunião da comissão criada pela Assembleia Municipal para a celebração dos 500 anos do foral manuelino, realizada na passada semana, o investigador Albertino de Sousa afirmou que “o 22 de junho pode ter surgido por engano”, pelo que a alteração é pertinente.

Nesse sentido, os líderes parlamentares presentes na reunião assentiram em discutir a alteração (ou não) do Dia do Município, o que poderá acontecer na próxima reunião de Assembleia Municipal que se realizará a 24 de fevereiro, a partir das 14h30.

 

Atividades a 16 de Maio de 2017

 

Albertino de Sousa, Coordenador da Monografia do Concelho, apresentou o plano de atividades para o dia 16 de maio em que se comemorará a entrega do foral manuelino a estas terras de Aguiar.

Nesse dia, está previsto recriar um dia de história ao vivo começando por reunir a comunidade à volta do brasão ou ‘pelourinho’ para atribuição do foral novo. Pela manhã, o ponto alto será o desfile promovido pelo Agrupamento de Escolas que dessa forma também associa o dia do agrupamento às celebrações de meio milénio do foral manuelino deste concelho.

Centenas de alunos e responsáveis educativos, utentes da universidade sénior, elementos de dezenas de associações locais e demais aguiarenses oriundos das 14 freguesias irão participar, direta ou indiretamente, no cortejo que terá início na escola e percorrerá o centro histórico da sede de concelho.

A 16 de maio, Vila Pouca de Aguiar vai regressar à época medieval com pessoas da nobreza, clero, burguesia e povo a frequentarem o centro histórico, juntamente com cavaleiros e peões, artesãos, almocreves, músicos, saltimbancos e jograis, e mendigos.

A praça do Município junto aos Paços do Concelho será preenchida por figurantes que se irão misturar entre os visitantes para conviver, divertir ou aceder às tendas e tabernas instaladas nesta “vila medieval” em dia festivo. Este dia culminará com um espetáculo noturno evocativo e cultural.

 

Outras atividades das comemorações

 

A execução e divulgação do logótipo referente à entrega do foral das terras de Aguiar de Pena marcou o início das celebrações dos quinhentos anos deste território que é o concelho de Vila Pouca de Aguiar.

O logótipo ilustra os quinhentos anos de um território que é rico em património natural e histórico; nesse sentido, a água e a terra integram uma natureza envolvente composta de montes e vales singulares. Elementos associados ao Castelo de Aguiar ou a Tresminas recordam o legado dos antepassados que ajudaram a construir este concelho que vive, em boa parte, do que emana da natureza (ouro, granito, água,…). Naturalmente que estas terras já existiam (por exemplo, o primeiro foral terá sido dado por D. Afonso Henriques), todavia o foral manuelino é um documento que aponta uma data concreta que permite consolidar o território concelhio.

As celebrações dos quinhentos anos incluirão uma publicação sobre forais antigos e forais novos de Aguiar de Pena e Terras de Jales, várias exposições que retratam o país e esta região há cerca de 500 anos atrás em espaços como a Biblioteca e o Museu Municipal, a Loja de Turismo e outros equipamentos locais.

 

Edição nº 124

Comentar

Please enter your comment!
Please enter your name here