Desde o ano passado que o Contrato Local de Desenvolvimento Social Mais (CLDS+) de Vila Pouca de Aguiar tem em funcionamento o Centro de Recursos, criado no âmbito do Eixo 2 – Intervenção Familiar e Parental, Preventiva da Pobreza Infantil.

Este Centro presta apoio a crianças e jovens portadores de deficiência e/ou dificuldades de aprendizagem, através da implementação de um Programa Ocupacional que inclui diversas valências, como reabilitação psicomotora, terapia da fala e terapia ocupacional.

O Programa Ocupacional funciona com sessões individuais e/ou grupais, que atendem as necessidades de cada caso e pretendem combater a exclusão e a solidão, nomeadamente na promoção da autoestima, autonomia e integração social.

O Centro desenvolve várias áreas de intervenção que oferecem respostas terapêuticas, lúdicas, recreativas e socias, que se complementam no domínio psicossocial e no seu desenvolvimento.

Este projeto conta com a colaboração de diversos parceiros, desde logo a Paróquia de Vila Pouca de Aguiar, que disponibilizou um espaço físico nas instalações do Centro Paroquial para a realização das atividades.

Ao nível do diagnóstico e sinalização dos beneficiários, a Unidade de Cuidados na Comunidade, o Núcleo Local de Inserção, a Comissão de Proteção de Crianças e Jovens, bem como o Agrupamento de Escolas são igualmente parceiros importantes, uma vez que se tratam de entidades com profundo conhecimento da realidade do concelho e das situações que necessitam de intervenção.

É ainda de realçar o apoio prestado pelo Município de Vila Pouca de Aguiar, que assegura o transporte dos beneficiários para o Centro, bem como de voluntários da comunidade local, que têm participado ativamente no desenvolvimento do projeto.

O Centro de Recursos está aberto a novas inscrições de jovens portadores de deficiência ou crianças com necessidades especiais, que deverão ser efetuadas nas instalações do CLDS+, sito na Praça Dr. António Gil, nº4, 2º Frente, em Vila Pouca de Aguiar. Para mais informações, podem ainda contactar através do telefone 964 341 181.

Notícia na edição nº 33

Comentar

Please enter your comment!
Please enter your name here