Vila Pouca de Aguiar recebeu a apresentação do Dispositivo Especial de Combate aos Incêndios Florestais (DECIF) do distrito de Vila Real para o ano de 2015, que contou com o Comandante Nacional da Autoridade Nacional de Proteção Civil, José Manuel Moura.

Ao todo, serão cinco meios aéreos e cerca de 500 operacionais que vão estar preparados para combater os incêndios florestais no distrito de Vila Real durante o período de verão, onde as principais missões são reduzir o número de ignições e impedir perdas humanas.

José Manuel Moura, comandante operacional nacional, referiu que a grande preocupação é ter o dispositivo “o mais bem preparado possível para fazer face a um ano que naturalmente vai trazer os seus problemas”, principalmente pelo facto de, nos primeiros quatro meses de 2015, antes do período crítico de incêndios, ter ardido metade da área total consumida em 2014 (cerca de 904 hectares).

No ano passado foram contabilizados 10 mil incêndios em Portugal. Este ano já se registaram nove mil. No distrito de Vila Real, verificaram-se 608 ocorrências durante todo o ano de 2014, número que já foi ultrapassado nestes primeiros meses do ano, com 664 ignições entre janeiro e o dia 4 de maio.

No concelho de Vila Pouca de Aguiar registaram-se 64 incêndios florestais em 2014. Este ano já se contabilizaram 48.

(…)

Reportagem completa na edição nº 36, nas bancas

Comentar

Please enter your comment!
Please enter your name here