Comerciantes querem revitalizar Mercado Municipal de Vila Pouca de Aguiar

591

O Mercado Municipal de Vila Pouca de Aguiar tem 12 lojas comerciais, em funcionamento, que promovem a venda de produtos tão diversos como flores, fruta a granel, carne e peixe frescos, mel e até pipocas. Há, ainda, outros serviços, como alfaiate e cafés, mas a afluência ao mercado tem vindo a diminuir ao longo dos anos.

É precisamente durante a realização das feiras do 5 e 25, em Vila Pouca de Aguiar, que este espaço ganha outra dinâmica. Mas como levar mais gente ao Mercado Municipal nos restantes dias? Foi exatamente com este o problema que Azená Sueza se debateu a partir do momento que, no passado mês de junho, abriu a loja “Madame Pip & Poca”, de venda de pipocas gourmet, com sabores.

“O meu negócio tem mais de um ano. Inicialmente, fazia as pipocas em casa e vendia na Internet ou em feiras temáticas. Precisava, no entanto, de um espaço e, por isso, vi no Mercado Municipal o local ideal para abrir a minha loja. Gosto muito de decoração e por isso apostei em algo diferente e inovador”, contou Azená.

A Madame Pipoca, como é conhecida, sentiu que faltava público no Mercado. O seu negócio corria bem, a recetividade foi excelente, mas queria ajudar, de alguma forma, os seus vizinhos comerciantes. “Não queria ser o destaque do Mercado, por ter a montra mais bonita e etc., até porque havia comerciantes com mais de 30 anos de casa e produtos ótimos. Por isso fui criando amizades e partilhando algumas ideias com eles, com o objetivo de atrair mais gente a este espaço. Se o meu vizinho ganhar, eu ganho e todos ganham”, acrescentou a empreendedora, que criou recentemente uma página no Facebook, com o nome “Coisas de Mercado”, para promoção dos produtos que ali se comercialização.

Atualmente, estão a trabalhar nas decorações de Natal, mas em janeiro poderão surgir mais iniciativas para o interior do edifício. “Neste momento já temos algumas ideias em mente, para desenvolver no interior do mercado. Em janeiro haverá novidades”, contou Azená, expectante.

Reportagem completa na edição nº 214 do Notícias de Aguiar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here