Na passada segunda-feira, dia 2 de janeiro, um homem de 55 anos foi encontrado morto na sequência de uma intoxicação por monóxido de carbono em Soutelinho do Mezio, Telões, no concelho de Vila Pouca de Aguiar. A mãe da vítima, de 79 anos, viúva, que vivia sozinha com o filho, foi encontrada no chão do quarto, em estado grave, e mais tarde transportada para o Hospital de Vila Real.

Sabe-se que os tubos de extração de fumo da salamandra da casa não estariam devidamente limpos, o que terá causado a libertação de monóxido de carbono, alastrando-se pela casa. Suspeita-se por isso que as vítimas tenham sido intoxicadas por inalação de monóxido de carbono devido ao sistema de aquecimento.

O homem, de 55 anos, António Silva Valadares, portador de deficiência ao nível motor, foi encontrado morto na cama e a mãe inanimada quando chegaram os meios de socorro, por volta das 13h30.

Segundo relatos de um familiar, o alerta foi dado por um vizinho. “Foi um vizinho que os encontrou porque estranhou encontrar o portão da casa fechado. Como costumava vê-los todos os dias de manhã, foi bater à porta e ouviu a minha tia gemer”, disse José Valadares, primo e sobrinho das vítimas, ao órgão da Comunicação Social. “A casa estava cheia de fumo da salamandra que deve ter estado a arder durante a noite. Parece-me que a minha tia ainda se deve ter levantado de manhã para meter mais lenha na lareira, porque ainda havia uns cavacos por arder, e depois voltou para a cama”, realçou ainda.

Segundo Diana Silva, comandante dos bombeiros de Vila Pouca de Aguiar, “quando a corporação chego ao local verificou que havia uma vítima do sexo masculino em paragem cardiorrespiratória e o óbito acabou por ser declarado pelos médicos da VMER”.

A responsável alertou para as precauções a ter com os sistemas de aquecimento. “As pessoas devem fazer a limpeza anual das salamandras ou das lareiras antes de as começarem a usar para evitar que estas situações aconteçam. É preciso ter atenção e ventilar bem os espaços”, alertou.

Sabe-se que mãe e filho viviam sozinhos em Soutelinho do Mezio. Tinham ido passar o Natal com familiares, mas não quiseram ficar para a passagem de ano.

A vítima, de 79 anos, ainda foi levada para o Hospital de Pedro Hispano, em Matosinhos, onde há uma câmara hiperbárica que trata este tipo de intoxicação.

No local do acidente estiveram duas ambulâncias da corporação de Vila Pouca de Aguiar, a Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) e a GNR, que tomaram conta da ocorrência.

Comentar

Please enter your comment!
Please enter your name here