Andreas Viela é informático e tem 27 anos 

Tem 27 anos, é de Vila Pouca de Aguiar e é um caso de sucesso na sua área de formação, engenharia informática. Andreas Vilela terminou o curso em 2009 e, um ano depois, uma aplicação da sua autoria foi classificada com a segunda mais descarregada no telemóvel. Hoje, tem uma empresa e quer continuar a dar cartas no mundo digital.

Estudo na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD), mas foi na Universidade de Aveiro, mais concretamente na PT Inovação (onde por exemplo foi criado o serviço Sapo) que desenvolveu as suas aptidões enquanto engenheiro informático. A aplicação para dispositivos móveis criada em 2010, “Kill the Duck”, passou a ocupar, no espaço de uma semana, o top 20 das mais acedidas na Loja da Microsoft. O jogo, disponível na altura para o Windows Phone 7, chegou ao segundo lugar com mais de 100 mil downloads. “Estava longe de imaginar o sucesso mundial e o impacto que o jogo causou. Era impensável alguém em Portugal ocupar um lugar de destaque num ranking com milhares de aplicações, à época”, contou Andreas, que confessa ter idealizado o jogo em conjunto com o irmão, depois de ter desenvolvido outras aplicações.

O sucesso causado pelo jogo, aliado à sua paixão pela programação e aplicações móveis, proporcionou-se vários convites para entrevistas, conferências e até propostas de trabalho, algumas delas fora de Portugal. “Este projeto abriu-me muitas portas. Surgiu a oportunidade de trabalhar para empresas internacionais, a partir de Portugal, e até um estágio na Holanda, proposta que entretanto recusei”, contou o programador.

(…)

Reportagem completa na edição nº 38, nas bancas

 

Comentar

Please enter your comment!
Please enter your name here