Gouvães da Serra é a localidade do concelho de Vila Pouca de Aguiar onde a construção do empreendimento elétrico do Alto Tâmega terá maior impacto. Não é por acaso que a barragem a ser construída neste lugar dá pelo nome de Gouvães.
A aldeia ergue-se no Alvão numa zona de elevada riqueza para culturas agrícolas, pecuária e bovina. A freguesia, extinta no último ato eleitoral autárquico, possuía cerca de 133 habitantes (censos de 2011).
Acácio Martins foi presidente da Junta de Gouvães da Serra, freguesia que incluía no seu território os lugares de Gouvães, Pinduradouro e Povoação, agora integrados na Freguesia do Alvão. Possui uma exploração de gado serra, entre várias culturas (principalmente de batatas e milho), e alerta para os prejuízos que vão resultar da construção da barragem de Gouvães.
“É um bom investimento, mas vai prejudicial para a aldeia. O clima vai mudar. Aqui já estamos habituados ao frio, mas com a água em nosso redor vai ser diferente”, disse. Para a agricultura, por exemplo, o antigo presidente de junta afirma que “não vai ser bom”. “As melhores terras vão ficar debaixo de água. Ficam apenas os terrenos mais altos, menos férteis. É o que vamos ganhar”, adiantou.

(…)

*Notícia completa na edição nº 12 nas bancas

1 COMENTÁRIO

Comentar

Please enter your comment!
Please enter your name here