A criação de Corredores Coloridos inclui pérgulas, canteiros e jardins em espaço urbano. Para tal, haverá novos espaços florais e os existentes serão revigorados.

Através de uma pequena equipa de recursos humanos, a autarquia está a produzir milhares de plantas que se destinam a dar cor e asseio ao espaço público.

Os viveiros no lugar de Mariais, Vila Pouca de Aguiar, contemplam uma área de cerca de 2.500 m2 (em céu aberto e estufa).

O método de produção integra a recolha anual de sementes das plantas dos jardins que serão utilizadas em estufa para as sementeiras de primavera e é ainda produzida uma enorme quantidade de planta em modo estacaria. Assim, há uma forte redução na aquisição de plantas levando à poupança de milhares de euros.

O importante, releva António Vasconcelos, vereador do ambiente, é que «com dedicação e empenho conseguimos fazer mais gastando menos». No local, verificámos que Eduardo Ferreira e Aníbal Coelho têm realizado um trabalho que é gratificante e que deverá ser reforçado.

Entre as espécies mais abundantes que são utilizadas para plantação nos espaços verdes do concelho encontrámos roseiras, cravos, hortensis, alecrim, rosmaninho, lavandula, hipericão, e outras. Atualmente, há cerca de três mil plantas.

Nos tabuleiros de germinação, as sementeiras para produção de plantas resultarão aproximadamente em oito mil flores das épocas primavera e verão.

Colocadas nos diversos espaços verdes, é importante que os cidadãos contemplem as flores (sem as arrancar) que embelezam os espaços onde vivemos.

PARTILHAR
Artigo anteriorAlunos do curso de cozinha estreiam instalações
Próximo artigoEdição nº 131
Diretor do jornal semanal "Notícias de Aguiar" Jornalista profissional desde 2009

Comentar

Please enter your comment!
Please enter your name here