O deputado aguiarense José Luís Ferreira, do Grupo Parlamentar “Os Verdes”, entregou na Assembleia da República uma pergunta em que questiona o Governo, através do Ministério da Economia, sobre “o ponto de situação em que se encontram os trabalhos de prospeção das minas de Jales/Gralheira e para quando prevê proceder à abertura de novo concurso para a sua prospeção e exploração”.

“Trata-se de um projeto que se reveste de uma importância decisiva para a economia local da região, e que seria um dos fatores que iria permitir travar o êxodo da população mais jovem para o estrangeiro, invertendo o envelhecimento da população do concelho, que apresenta atualmente valores alarmantes”, informou o deputado.
 
Em Julho de 2012 foi anunciada a concessão das minas de Jales/Gralheira como sendo um investimento que iria criar vários postos de trabalho em Vila Pouca de Aguiar, colocar Jales/Gralheira no mapa das minas ativas de exploração de ouro, tendo sido ainda considerado como um dos projetos com maior potencial geológico no país.
 
O investimento anunciado na concessão das minas de Jales/Gralheira ascendia a 66 milhões de euros e foi feito numa altura em que a cotação do ouro se situava nos 1600 dólares por onça (isto depois de ter havido um pico, em 2011, que atingiu os 1800 dólares). O referido investimento tardou a ser consolidado, tendo o consórcio apenas iniciado uma primeira fase das campanhas de sondagens de prospeção.
 
Reportagem na edição nº 87, terça-feira nas bancas

Comentar

Please enter your comment!
Please enter your name here