Dez enfermarias da Unidade de Cuidados Paliativos de Vila Pouca de Aguiar foram pintadas a spray e ganharam uma nova vida. O autor é um agente da PSP, natural de Chaves, que é artista plástico nos tempos livres e transformou as paredes em autênticas obras de arte.

ucp4

António Dinis tem 30 anos e, apesar da sua atividade profissional não ter nada a ver com a pintura, desde cedo se dedicou aos trabalhos artísticos. Começou precisamente em casa da avó, a pintar paredes. Daí até introduzir essa arte da escola foi um instante e mais tarde, já adulto, começou a fazer alguns trabalhos mais sérios. O talento esteve sempre lá.

Há dois meses, venceu um concurso de ideias promovido pela autarquia e foi convidado a decorar os 10 quartos da Unidade de Cuidados Paliativos de Vila Pouca de Aguiar, junto ao Centro de Saúde.

UCP2

“Os temas foram todos escolhidos por mim. A vertente artística é o surreal, com intervenção da figura humana e planos tridimensionais. Gosto da espontaneidade dos traços e da facilidade com que se imagina, apenas olhando para eles”, explicou. É precisamente esse o objetivo de António Dinis, artista plástico, o de proporcionar aos utentes internados a liberdade para imaginar cenários, temas e conceitos abstratos, tudo ao sabor da mente.

(….)

Reportagem completa na edição nº 37, nas bancas

Comentar

Please enter your comment!
Please enter your name here