A União de Freguesias de Pensalvos e Parada de Monteiros recebeu, na sua sede, no passado dia 21, uma ação de sensibilização, de forma descentralizada, que abordou os investimentos na produção florestal, no âmbito da “Aguiarnature Recursos”.

António Salgueiro, técnico florestal com grande experiência na área, foi o orador da sessão que teve como objetivo delinear estratégias para a valorização florestal. Sabe-se, de antemão, que o concelho está entre os que possui maior área de baldio do país, resta, apenas explorar esse potencial.

Assim, é possível obter rendimento da florestas através resinagem, produção controlada de cogumelos selvagens, lenha e biomassa, essencialmente. Para além disso, compete às entidades gestores realizar, com frequência, a limpeza da área florestal, de forma a evitar incêndios e a destruição do ecossistema, e o desimpedimento de vias de acesso a terrenos agrícolas, por exemplo.

Na sessão, foi feito um diagnóstico do setor, elencando as potencialidades que nele existem, para depois conceber um modelo de gestão (que pode passar pela agregação de vários conselhos diretivos de baldios, entre outras entidades). Essa entidade gestora iria dispor de um orçamento (que poderia resultar, por exemplo, de candidaturas a fundos comunitários) que permitira criar postos de trabalho, para a gestão das potencialidades da floresta.

 

Comentar

Please enter your comment!
Please enter your name here