Projeto “Mutações Poéticas” aproximou a cultura da gastronomia

0
759

Este slideshow necessita de JavaScript.

Na última Mostra Gastronómica de Vila Pouca de Aguiar, que se realizou no Mercado Municipal de 12 a 13 de novembro, houve um momento cultural e musical “inusitado”, proporcionado pelo grupo “Mutações Poéticas”, um projeto artístico da Universidade do Porto que promove uma simbiose entre a poesia e a música.

Além da atuação no último dia do certame (domingo), no Mercado Municipal, o grupo atuou na sexta-feira à noite no Club 11 e em vários restaurantes ao longo do fim de semana. Na voz e guitarra esteve Fábio Beato, na segunda voz Sandra Santos e a declamadora de poesia foi Sofia Carvalhinha, estudante universitária com raízes aguiarenses.

Este projeto tem como base a “partilha de uma concepção de cultura enquanto instrumento cívico e político, que permite a elevação das consciências morais dos indivíduos”. “Não procuramos meramente reunir-nos para tomar o chá das cinco e aplaudir metafísica de Pessoa. Somos um organismo independente e que se insurge contra determinadas realidades culturais, éticas e sociais contemporâneas. Eis que propomos, através da poesia e das artes, uma mutação nessas dimensões humanas decadentes. Estamos receptivos a acolher pessoas oriundas dos mais diferentes contextos, seja do universo da Universidade do Porto, seja externos a esta”, pode ler-se no manifesto do grupo portuense.

 

Comentar

Please enter your comment!
Please enter your name here