O período crítico de incêndios começou no passado dia 1 de julho e estende-se até ao próximo dia 30 de setembro. A Proteção Civil Municipal de Vila Pouca de Aguiar, a cargo de João Fontes, alerta os aguiarenses para precauções a tomar nos três meses que seguem.

No ano de 2015, o Período Crítico no âmbito do Sistema de Defesa da Floresta Contra Incêndios vigora de 1 de julho a 30 de setembro, e nele devem ser asseguradas medidas especiais de prevenção contra incêndios florestais.

Sabendo-se que a maioria das causas conhecidas dos incêndios florestais é de origem humana, é necessário que ter em consideração que durante este período não é permitido fumar, fazer lume ou fogueiras, fazer queimas ou queimadas, lançar foguetes e balões de mecha acesa, fumigar ou desinfestar apiários, salvo se os fumigadores estiverem equipados com dispositivos de retenção de faúlhas, a circulação de tratores, máquinas e veículos de transporte pesados que não possuam extintor, sistema de retenção de fagulhas ou faíscas e tapa chamas nos tubos de escape ou chaminés. Para além disso, quando fizer piqueniques, leve comida já confecionada e faça refeições que não necessitem de ser aquecidas, e deposite o lixo em contentores.

O responsável pela Proteção Civil alerta ainda para o apoio, na medida do possível, às forças envolvidas no combate às chamas, no caso de ocorrência de fogos florestais, nomeadamente através do desimpedimento de vias de acesso a zonas de floresta, e da manutenção de tanques públicos cheios, entre outros pontos de água que possam servir para abastecimento.

O contacto direto para o 117, em caso de suspeita de incêndio, também é determinante, uma vez que este serviço possui uma equipa de profissionais que farão uma triagem mais eficaz da ocorrência.

(…)
Notícia na edição nº 43

Comentar

Please enter your comment!
Please enter your name here