As jornadas parlamentares do Partido Comunista Português (PCP), realizadas a 11 e 12 de abril, passaram pela aldeia de Tourencinho, em Vila Pouca de Aguiar, numa visita em que os deputados do PCP, João Oliveira, João Ramos e Bruno Dias, acompanhados pelo presidente da Assembleia do Conselho Diretivo dos Baldios da aldeia, Licínio Costa, e Armando Carvalho, dirigente da Baladi (Federação Nacional de Baldios), tiveram oportunidade de conhecer as infraestruturas financiadas, em parte, com as receitas obtidas com os terrenos baldios.

São exemplo o Centro Social Nossa Senhora do Extremo, com a valência de Serviço de Apoio Domiciliário (com 40 utentes), Centro de Convívio e Estrutura Residencial para Idosos (com 23 camas), que ainda alberga a equipa do rendimento social de inserção, a sede da Associação Cultural e Recreativa Tourencius dos Xudreiros, além da requalificação de capelas, um cemitério arranjado e uma casa mortuária reconstruída.

A visita “à aldeia-modelo” serviu de mote para o partido apresentar uma revisão à atual lei dos baldios, aprovada pelo anterior Governo PSD/CDS. “O interior não tem só problemas, tem também um conjunto de soluções para os problemas do país. Há muito para aproveitar aqui dos baldios para servir de exemplo para a gestão do país”, referiu João Oliveira, líder parlamentar do PCP.

(…)

Reportagem completa a edição nº 83, nas bancas

Comentar

Please enter your comment!
Please enter your name here