A Câmara Municipal de Vila Pouca de Aguiar quer elevar o Complexo Mineiro Romano de Tresminas a Património Mundial da Humanidade, distinguido pela UNESCO. O complexo, de elevado valor patrimonial e arquitetónico, está a ser alvo de um investimento que ronda os 3 milhões de euros, que culmina com a construção de um auditório subterrâneo e anfiteatro exterior. Este segundo polo interpretativo das minas, em fase de conclusão, inclui camarins e sala de exposição e onde será projetado em permanência um filme explicativo sobre o que era e o que é hoje este complexo, bem como um levantamento tridimensional das minas romanas.

A promoção deste local por parte da autarquia deu-se início há cerca de dez anos, no mandato de Domingos Dias. Até agora, foram investidos mais de 3 milhões de euros, que serão 5, no espaço de mais “dois ou três anos”, com a conclusão dos projetos de investigação, visita e interação com a comunidade local, ainda a decorrer.

(…)

Simpósio reconhece valor patrimonial

A freguesia de Tresminas recebeu, este fim de semana, a visita de campo inserida num Simpósio internacional de interpretação do património mineralógico Tresminas/Jales, que se realizou, também, durante o dia de sábado, no auditório da Santa Casa. No domingo, o dia foi de visita às minas Romanas, com passagens pelas cortas e galerias.

Regula Wahl-Clerici, uma das oradoras do simpósio, que há três décadas pesquisa o complexo mineiro – uma das principais impulsionadoras de Tresminas e pioneira neste lugar – ficou agradada com tanta gente interessada pelo tema. “É fantástico! Assisti a comunicações muito interessantes e fico muito feliz pelo interesse demonstrado”, referiu. A arqueóloga admite que vai continuar a trabalhar no complexo, já que “há ainda muita coisa para descobrir”. Sobre Portugal, a alemã confessa que tem um carinho especial pelo país: “de outra forma não regressava!”.

*Notícia completa na edição nº 14, de 9 de dezembro, nas bancas

1 COMENTÁRIO

  1. Eu gosto de ouvir falar da minha pequena terra; mas isto e so no dia! Porque depois tudo passa”e pena? Ja trabalhei muinto nese conplxo .Gostava muinto quer mais fosse feito.

Comentar

Please enter your comment!
Please enter your name here