Celebração dos 500 anos do Foral Novo de Aguiar de Pena

A alvorada das celebrações dos 500 anos do foral manuelino entrou pelo auditório do Palacete Silva, a 16 de maio, através de sons e vozes dos grupos Al Medievo, Viv’Arte e Filandorra.

Nesse dia, realizou-se uma sessão extraordinária da Assembleia Municipal em que Albertino de Sousa apresentou o livro “Forais Antigos e Forais Novos de Aguiar de Pena e Jales”. O autor abordou a “Origem e evolução do municipalismo no concelho de Vila Pouca de Aguiar”.

De seguida, a partir da sede do Agrupamento de Escolas, iniciou-se o cortejo histórico pelas principais ruas da sede de concelho. O desfile contou com a presença de centenas de alunos, docentes e auxiliares educativas, alunos da Universidade Sénior das Terras de Aguiar, elementos da Associação Animódia e demais Associações Culturais, de Juntas de Freguesia, e de grupos musicais e culturais presentes nas recriações históricas.

Muita gente assistiu a estas atividades e, depois de almoço, aos momentos de recriação histórica na praça Luis de Camões, junto aos Paços do Concelho.

A venda de produtos regionais, a mostra viva de tradições locais como a tecelagem ou moldar o barro, o teatro e os malabarismos, a música e a dança prolongaram-se até ao final do dia.

Vila Pouca de Aguiar celebrou o seu território físico e mítico. Naturalmente que estas terras já existiam (o primeiro foral terá sido dado por D. Afonso Henriques), todavia o documento oficial que consolida o municipalismo advém com a reforma dos forais e em que D. Manuel outorga carta de foro a Aguiar de Pena a 16 de maio de 1517.

Vídeo:

1 COMENTÁRIO

  1. Ola felipe ribeiro eu fasso parte da fanfarra dos bombeiros de Vila Pouca sou a Madalena Rodrigues vc ou tu n sei como quer que possa tratar e um excelente fotografo e faz um otimo trabalho eu gosto muito do que faz eu sou sua primeira fa espero noticias suas e que me responda um bjx grande ??

Comentar

Please enter your comment!
Please enter your name here