Investimento em Tresminas dá força à candidatura a Património Mundial da UNESCO

1482

A Iberdrola terá investido, entre 2016 e o final de 2018, em Tresminas, cerca de 850 mil euros, contemplando ações como a construção do edifício de apoio às cortas e galerias mineira. Tresminas está atualmente em processo de candidatura a Património Mundial da UNESCO.

 

A Iberdrola promoveu, na passada quinta-feira, uma visita ao Complexo Mineiro Romano de Tresminas – um projeto que integra as ações de compensação levadas a cabo pela elétrica, no âmbito da construção das Barragens do Tâmega.

A Iberdrola, assumindo o seu compromisso para o desenvolvimento económico, social, cultural e ambiental das comunidades onde opera, colabora, em conjunto com a Câmara Municipal de Vila Pouca de Aguiar e a Direção Regional de Cultura do Norte, na valorização histórica, patrimonial e arqueológica da região, através do investimento de 1,84 milhões de euros a aplicar em Tresminas, entre 2016 e 2023.

Este investimento, de acordo com o que está estabelecido na DIA (Declaração de Impacte Ambiental), tem como objetivo a valorização e divulgação da antiga área mineira de Tresminas e que contempla diferentes áreas essenciais como: segurança, investigação científica, conservação, gestão e ordenamento do território e ainda promoção turística.

Neste sentido, o investimento da Iberdrola permite a concretização de um conjunto de ações de beneficiação do Complexo Mineiro de Tresminas que irão possibilitar a criação de um instrumento específico – Parque Arqueológico – que salvaguarda os vestígios materiais associados à exploração mineira romana e a paisagem envolvente.

A empresa terá investido, entre 2016 e o final de 2018, cerca de 850 mil euros que, ao longo do corrente ano, se traduzem em ações entre as quais se incluem: o financiamento da equipa técnica; a continuação dos estudos histórico, geológico e de fauna e flora de Tresminas; a aquisição de equipamento para visitas às cortas e galerias mineiras, a sua limpeza, e/ou desobstrução; a construção do edifício de apoio e estruturas e equipamentos de apoio à circulação nas cortas e galerias mineiras.

(…)

Reportagem completa na edição impressa

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here