Pão por Deus, a “Doçura ou Travessura” à portuguesa

Data:

Quando o Halloween chegou aos EUA, já se pedia pão por Deus em Portugal. Por todo o país, as crianças organizam-se em grupos e vão de porta em porta pedir doces e fazer travessuras, uma prática que tem cada vez mais adeptos em Portugal. Mas será que o pedido de pão por Deus, tão tradicional na região de Trás-os-Montes, ainda sobrevive?

Diz a tradição que no dia 1 de novembro, o Dia de Todos os Santos, as crianças saem à rua com um saco de pano na mão a pedir de porta em porta o pão por Deus. Em troca recebem broas, rebuçados, pastilhas, nozes, algumas moedas ou aquilo que o dono da casa estiver disposto a oferecer.

Reza a história que o Pão por Deus teve origem em Lisboa, um ano depois do terramoto de 1755. Nesse dia 1 de novembro, a população mais pobre de Lisboa terá aproveitado para sair às ruas e bater à porta dos mais afortunados, e, assim, mitigar um pouco a fome.

Esta tradição perpetuou-se no tempo, sendo sempre comemorada neste dia e tendo-se propagado gradualmente a todo o país.

O pedido era geralmente acompanhado pela gritaria dos mais novos, enquanto cantarolavam “Bolinhos e bolinhós/Para mim e para vós./Para dar aos finados/Qu’estão mortos, enterrados./À porta da bela cruz/Truz! Truz! Truz!/ A senhora que está lá dentro/Assentada num banquinho./Faz favor de s’alevantar/P’ra vir dar um tostãozinho”

Após a década de 80, e nos centros mais urbanos, começou a desvanecer-se esta tradição e os mais novos começaram aos poucos a tentar implementar a tradição norte-americana, sobretudo através da realização de festas temáticas.

Daniela Parente

Partilhar

Últimas

Artigos relacionados
Relacionado

Casa da Eira: retiro edílico transformado em alojamento local

O pós-pandemia despertou os viajantes para os encantos de...

Autarquia com selo de mérito pelo Movimento Cuidar dos Cuidadores Informais

O projeto da autarquia Aguiar Cuida foi reconhecido pelo...

Lançamento do Martelo: Joel Borges conquista medalha bronze em nacional sub-18

O atleta do CTM Vila Pouca de Aguiar, Joel...

Vila Pouca de Aguiar marca presença na Bolsa de Turismo de Lisboa 2024

Vila Pouca de Aguiar vai participar na Bolsa de...