Brigadas de Sapadores da CIMAT com 631,96 hectares de área intervencionada no ano de 2021

Alto Tâmega

Brigadas de Sapadores Florestais da Comunidade Intermunicipal do Alto Tâmega (CIMAT) concluíram o ano de 2021, com 631,96 hectares de área intervencionada.

A CIMAT possui, até ao momento, 2 brigadas de Sapadores Florestais, cada uma com 15 elementos, sendo que, a área de intervenção, desde o ano de 2020, no âmbito da silvicultura está dividida em dois territórios. A Brigada 1 está afeta ao município de Boticas, Chaves e Montalegre e a Brigada 2 está afeta aos municípios de Ribeira de Pena, Valpaços e Vila Pouca de Aguiar.

Desde a constituição da primeira brigada, no ano de 2019, 81% da atividade das brigadas foi de gestão do território, 11% associado a ações de vigilância e apoio ao combate a incêndios nos períodos críticos e 8% associado à formação.

No ano de 2021, comparativamente com o ano de 2019, as Brigadas triplicaram os dias de atividade silvícola e aumentaram em 7 vezes a área intervencionada, terminando o ano com 631,96 hectares.

Em termos de execução municipal, é garantido um equilibro de dias intervencionados por município, que é sempre ajustado no final do ano.

O Secretariado Executivo da CIMAT composto por Ramiro Gonçalves e José Alberto Diegas, no início deste ano de 2022, esteve no terreno para enaltecer todo o trabalho desenvolvido pelas equipas, agradecendo o empenho e a dedicação.

Ramiro Gonçalves, salientou o facto de ser conseguido criar a segunda Brigada num tão curto intervalo de tempo, refletindo o sucesso, reconhecido por todas as entidades, da atividade da primeira Brigada. Salientou também os desafios para este ano e seguintes “(…) Temos um vasto território, temos aumentado significativamente a nossa área de intervenção, mas mantendo o mesmo foco e compromisso, podemos ainda fazer muito mais pelo Alto Tâmega”.

As brigadas são apoiadas, no total, por 6 viaturas, 1 trator, 30 roçadoras, 12 motosserras, 2 motosserras extensíveis, 2 sopradores, destroçador de martelos, capinadeira, grade de discos, biotriturador de grua, biotriturador rebocável e limpa bermas.

De recordar que ambas as Brigadas, são financiadas pelo Fundo Florestal Permanente. A Brigada 1 foi constituída, ao abrigo do Despacho n.º 730-B/2018, de 16 de janeiro de 2018, orientada para a prossecução dos objetivos de proteção e defesa da Floresta estabelecidos no Plano Nacional de Defesa da Floresta contra Incêndios e na Estratégia Nacional para as Florestas, cuja coordenação e gestão incumbe ao ICNF- Instituto da Conservação da Natureza e das Florestais, I.P. Já a Brigada 2 foi criada no âmbito do aviso de abertura de concurso n.º 01/2019 promovido pelo ICNF.

Local

Menu