Os Caminhos de Santiago unem-se para reativar o turismo interno e os territórios rurais

Data:

Esta parceria resulta do projeto europeu ULTREIA-Sudoe, que realizou a sua primeira reunião de trabalho na localidade de Jaca, em Huesca.

A iniciativa é liderada pela Fundação Caminho Lebaniego, que contará com o apoio de outras entidades espanholas como a Associação de Municípios do Caminho de Santiago Francés, a associação Amica, a Fundação Santa María la Real ou a Sociedade Gestora do Plano Jacobeo para o seu desenvolvimento. O consórcio é completado por outros três parceiros de França e Portugal: Agência Francesa dos Caminhos de Santiago de Compostela, Município de Vila Pouca de Aguiar e Universidade NOVA de Lisboa.

Qual é o desafio Ultreia-Sudoe? Reativar o turismo interno tendo o Caminho de Santiago como eixo das ações, para valorizar e dinamizar os territórios por onde passa, especialmente as zonas rurais. Assim, foi escolhido o nome da expressão latina “Ultreia”, documentada como uma saudação entre os peregrinos e que poderia ser traduzida como “Vamos mais longe” ou “Vamos em frente”.

O projeto será desenvolvido no âmbito do programa europeu Interreg Sudoe e, juntamente com as cinco entidades espanholas, participa a Agência Francesa dos Caminhos de Compostela em França; o município português de Vila Pouca de Aguiar e a Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa.

Artesanato, setor agroalimentar e tradições

Para atingir o seu objetivo, o consórcio trabalhará fundamentalmente no conhecimento e valorização dos recursos naturais e culturais, sobretudo, das tradições agroalimentares e do artesanato, ligados aos Caminhos de Santiago.

O objetivo é traçar uma estratégia que possa ser partilhada por todos os Caminhos do espaço SUDOE, ou seja, do Sudoeste Europeu. Para conseguir isso, vários aspetos serão abordados. Por um lado, a identificação dos recursos materiais e imateriais, bem como a capacidade produtiva artesanal, criativa e agroalimentar. Uma vez identificadas as potencialidades dos Caminhos nesta área, o passo seguinte será aproximá-las dos peregrinos, turistas e da população do território.

Outro desafio é garantir que cada ação seja sempre realizada com respeito, consciência, autenticidade, sustentabilidade e compromisso com os valores essenciais do Caminho. Só assim se conseguirão territórios rurais mais ativos, dinâmicos e resilientes, com maiores possibilidades de empreendedorismo.

Para o lançamento de cada uma das ações serão criados pólos ou grupos de trabalho específicos, o que permitirá também a manutenção dos trabalhos após o término do projeto em 2026. Por último, importa referir que o projeto ULTREIA-SUDOE tem um orçamento total de 1.407.300 euros, dos quais o programa Interreg SUDOE contribui com 75%.

Ultreia_Sudoe é um projeto de cooperação transnacional que tem como principal objetivo reativar o turismo interno e os territórios rurais, tendo como eixo o Caminho de Santiago. A iniciativa desenvolve-se no âmbito do programa europeu Interreg Sudoe, com um orçamento de 1.407.300 euros e a participação de oito entidades de Espanha, França e Portugal.

Artigo anterior
Próximo artigo

Partilhar

Últimas

Artigos relacionados
Relacionado

Casa da Eira: retiro edílico transformado em alojamento local

O pós-pandemia despertou os viajantes para os encantos de...

Autarquia com selo de mérito pelo Movimento Cuidar dos Cuidadores Informais

O projeto da autarquia Aguiar Cuida foi reconhecido pelo...

Lançamento do Martelo: Joel Borges conquista medalha bronze em nacional sub-18

O atleta do CTM Vila Pouca de Aguiar, Joel...