Skoda Irmãos Leite/Tourencinho em bom plano nos Campeonatos Nacionais de Ciclismo de Estrada – Masters

Desporto

Disputaram-se nos dias 16 e 17 de julho os Campeonatos Nacionais de Ciclismo para Elites e Masters em A-do-Barbas, concelho de Leiria. No primeiro dia da prova realizou-se a prova de conta relógio e no domingo 18 de julho realizou-se a prova de fundo. Em competição estiveram nove categorias, nas quais foram atribuídas as respetivas camisolas de campeão nacional.

A corrida, que decorreu em circuito, obrigava a que os ciclistas completassem um determinado número de voltas, consoante a categoria. Os primeiros a partir foram os de elite amador, juntamente com os masters 30 e 35, que percorreram uma distância de 143,5 quilómetros, correspondentes a 13 voltas. 

Esta primeira corrida foi bastante atacada desde início, mas sempre com uma resposta eficaz por parte do pelotão.

Os masters 40 e 45 percorreram 109,9 quilómetros, correspondentes a 10 voltas ao circuito. Já os masters 50 e 55 dobraram 8 vezes o circuito num total de 87,5 quilómetros. Os masters 60, 65 e 65+ percorreram apenas 65,6km.

A equipa Skoda Irmãos Leite | Tourencinho esteve presente nas categorias master 40 e master 45 com os ciclistas Ricardo Lameira, Jorge Machado, Carlos Borges, Nuno Martins e José Portelinha, em master 50 com Carlos Martins e master 60 com José Magalhães.

Luís Ricardo Lameira subiu ao 3º lugar do Pódio em masters 40 a apenas escassos 2 segundos do primeiro classificado, Rui Rodrigues. Jorge Machado e Carlos Borges, após uma assistência ao colega de equipa Carlos Martins, esforçaram-se para reentrar no pelotão, mas tal não possível, devido ao elevado ritmo a que este seguia. Jorge Machado terminou a prova a meio da tabela.

Carlos Martins termina em 12º lugar na categoria de masters 50, depois de esforço enorme de recuperação de mais de duas voltas, após uma avaria. José Magalhães, atleta e diretor da equipa, concluiu a prova em 4º lugar na categoria de master 60.

Por motivos de avaria e espírito altruísta, na ajuda prestada aos colegas de equipa, José Portelinha, Carlos Borges e Nuno Martins abandonaram a prova e realizaram o abastecimento apeado.

Local

Menu