Casa das Tresmanas: Alojamento Local é opção para turismo em tempos de pandemia

Local

A procura por unidades de Alojamento Local (AL) cresceu durante a pandemia de COVID-19. O facto de não haver contacto com outros hóspedes, durante a estadia, é um dos atrativos destes alojamentos que habitualmente permitem acolher uma ou duas famílias.

O concelho de Vila Pouca de Aguiar possui algumas unidades de AL registadas que, com a possibilidade de adquirirem o selo “Clean & Safe”, do Turismo de Portugal, podem transformar este período de crise, devido ao novo coronavírus, em oportunidade de negócio. Este selo surgiu no Período de Emergência e pode ser obtido através da declaração “Estabelecimento Saudável & Seguro”.

Estes alojamentos, que, ao contrário dos hotéis, não são para massas, são conhecidos pelo preço acessível. Normalmente, os proprietários habitam no mesmo local, ou próximo dele, são bastante acolhedores, e asseguram serviços de refeição, maioritariamente pequenos-almoços.

A Casa das Tresmanas, na localidade de Tresminas, é um alojamento do concelho que está registado como AL. Esta casa é, de resto, a única unidade hoteleira da freguesia. O objetivo foi aproveitar a proximidade ao Complexo Mineiro Romano e ao Centro Interpretativo das minas, um património que atrai milhares de turistas ao longo do ano.

Casa das Tresmanas “pisca o olho” às três minas

“A Casa das Tresmanas é uma residência familiar, na qual pode desfrutar de um fim de semana ou de uns dias de férias, em regime de dormida e pequeno almoço, num ambiente acolhedor e que lhe permite sentir-se em casa”, pode ler-se na página oficial do alojamento, na internet.

“Sentir-se em casa” é, precisamente, um dos objetivos deste alojamento. Situada na Rua do Souto, em Tresminas, a casa é bastante ampla, possui três quartos e capacidade para seis pessoas. Tem cozinha, que pode ser usada pelos hóspedes, sala de estar, com todas as comodidades, e ainda um espaço exterior (jardim) com vista panorâmica sobre a aldeia, a Igreja Paroquial de São Miguel e o Centro Interpretativo das Minas Romanas. 

O nome faz a ligação entre as três minas e as irmãs, que também são três. “Nós sempre nos demos bem. Fomos sempre muito amigas. Somos três irmãs muito unidas e daí a razão de usarmos esse nome. Também por essa razão foi fácil, para mim, reconstruir a casa da família, uma vez que tive o apoio das minhas irmãs”, contou Fernanda Gomes.

Antes de recuperar a casa da família, em Tresminas, Fernanda residia na cidade do Porto. Foi lá que passou a maior parte da sua vida. Mas regressar à aldeia onde nasceu sempre esteve no horizonte. “Eu fui para lá muito nova, mas sempre quis voltar. Até o meu marido, que não é do concelho, gosta muito de estar aqui”, revelou a proprietária.

Agora, o casal, já aposentado, ocupa o seu tempo a cuidar de uma pequena horta e algumas árvores de frutos num terreno nas imediações da casa, além de dar apoio ao alojamento. Uma das irmãs tem casa mesmo ao lado e outra, a residir fora do concelho, fica feliz por apenas regressar, esporadicamente, como visitante.

Casa das Tresmanas

Morada: Rua do Souto, nº 4. Tresminas

Página: facebook.com/casadastresmanas

E-mail: casadastresmanas@gmail.com

Telefone: 939 504 334

Relacionadas

Padaria e Pastelaria Carrica abriu um novo espaço em Vila Pouca de Aguiar
SC Vila Pouca de Aguiar: “esperamos um campeonato muito competitivo”

Autor

Menu