Circuito do Estoril: André Pires regressou ao pódio

Desporto

A equipa Motor 7 Yamaha Racing voltou a ter motivos para sorrir após um fim-de-semana repleto de emoção no Circuito do Estoril, conquistando um quarto lugar na primeira corrida e a subir ao pódio na terceira posição no fim da segunda. Este era um objetivo ambicionado por André Pires e a sua equipa, cumprido quase na perfeição, embora as dificuldades sentidas pelo forte calor sentido na terceira prova do Campeonato Nacional de Velocidade na classe de Superbike.

A primeira parte do evento foi onde piloto e equipa sentiram mais dificuldades em acertar a sua Yamaha R1, usando a derradeira parte do mesmo para colocar em pista um tremendo desempenho, ainda que numa corrida com inúmeras interrupções devido a quedas e piso escorregadio num sector do circuito. André conseguiu capitalizar uma boa corrida numa altura complicada para diversos pilotos, aproveitando também para recuperar posições depois da sessão de qualificação.

Pires parte do Estoril com importantes pontos ganhos na classificação geral do CNV Moto 2020 e continua a tentar reunir as condições necessárias para a continuação ao longo da temporada, com a finalidade de se apresentar mais competitivo e com possibilidades de lutar pela vitória. A conquista de pontos em Portimão será a próxima missão, com data marcada para o mês de agosto, naquele que é um dos circuitos favoritos do piloto e equipa.

“Foi um fim-de-semana bom, cumprimos o objetivo. A primeira corrida foi mais difícil, devido a uma má escolha no composto de pneus. Aliando isto ao pouco tempo em pista para afinar a moto da melhor maneira, as nossas opções tinham forçosamente de ser ponderadas. O quarto lugar no final de sábado não foi o resultado ideal, sabíamos que tínhamos de trabalhar mais para andar na frente”, referiu o piloto.

No dia seguinte, os resultados melhoraram. “No domingo, logo no ‘warm-up’ fomos felizes nas escolhas que fizemos e conseguimos baixar o nosso tempo em pista. Ficámos mais próximos dos pilotos da frente e sabíamos que tínhamos chances de subir ao pódio. A segunda corrida foi dividida em três arranques devido a situações de bandeiras vermelhas e talvez a experiência no GP de Macau tenha feito a diferença e consegui sempre rodar melhor a cada partida”, disse André Pires.

“A subida ao pódio foi vital para recuperar pontos importantes no campeonato e ganhar confiança, a equipa está de parabéns pelo grande trabalho efetuado. Estamos a trabalhar para a próxima prova embora esteja a ser muito difícil reunir os apoios necessários, devido a esta fase pandémica que atravessamos”, concluiu.

Autor

Menu