“Os Verdes” questionam falhas frequentes no fornecimento de energia elétrica

Local

O deputado, José Luís Ferreira, do Grupo Parlamentar do Partido Ecologista “Os Verdes” (PEV), entregou na Assembleia da República uma pergunta, em que questiona o Governo, através do Ministério do Ambiente e da Ação Climática, sobre a ocorrência de falhas frequentes no fornecimento de energia elétrica em Vila Pouca de Aguiar e que têm gerado o descontentamento com a qualidade do serviço prestado.

“De acordo com a informação enviada ao PEV, e posteriormente confirmada em visita à região, são relatadas falhas frequentes, particularmente em períodos de trovoadas e que afetam sobretudo a parte Norte do concelho de Vila Pouca de Aguiar, tendo tal ocorrido recentemente, em junho do presente ano. Contudo, a ocorrência destas falhas nem sempre coincide com este fenómeno atmosférico, relatando os moradores anomalias que ocorrem com chuva ou vento, mesmo perante fenómenos climatéricos de ligeira intensidade, e não estando a população informada sobre os motivos que originam tais anomalias”, começou por referir o partido, acrescentando que, “às frequentes falhas de fornecimento de energia, estão associadas demoras significativas na retoma do fornecimento e queixas de falta de informação prestada aos consumidores”.

“De acordo com a população, esta é uma situação que persiste há bastantes anos e que tem gerado danos e prejuízos materiais para os consumidores, quer ao nível dos equipamentos eletrónicos, quer por quebras de produção comercial e industrial ou ainda pela deterioração de bens perecíveis”, continuou o partido.

Face ao exposto, e face às atribuições do Ministério do Ambiente, e em particular da Direção Geral de Energia e Geologia (DGEG), no âmbito das suas competências, na garantia da satisfação regular e contínua das necessidades coletivas no setor da energia, pelo papel de acompanhamento, formulação e execução dos planos de expansão e de investimento das infraestruturas elétricas adaptados às necessidades dos consumidores, e tendo em conta que é da competência da Redes Energéticas Nacionais (REN) a gestão técnica global do sistema elétrico nacional, e a obrigação de garantir o fornecimento ininterrupto de eletricidade em território continental, satisfazendo critérios de custo, qualidade e de segurança, exige-se, portanto, apuramento da origem de tais ocorrências/incidentes com vista a determinar a necessidade de implementação ou modernização de estruturas da rede que permitam colmatar tais falhas”, concluiu o PEV.

Local

Menu