Ponte de Arame Monteiros-Veral: autarcas reuniram com a população local

Data:

Os presidentes de Câmara de Vila Pouca de Aguiar e de Boticas reuniram, na passada quinta-feira, 22 de abril, com as populações afetadas pela barragem do Alto Tâmega, em particular com as comunidades de Monteiros e de Veral, de um lado e do outro do rio, que têm em comum a Ponte de Arame.

Após receber o cronograma esta semana da parte da empresa Iberdrola, empresa responsável pela construção do Sistema Eletroprodutor do Tâmega (SET), o autarca aguiarense, Alberto Machado, reuniu com a população de Monteiros e esclareceu sobre a ponte pedonal. O autarca explicou todo o processo da construção de barragens na região e, em concreto, da ligação entre Capeludos e Sobradelo, já resolvida, e da travessia entre Monteiros e Veral.

Nesta visita a Monteiros, na freguesia de Bragado, Alberto Machado, acompanhado pelo autarca local, António Paço, realçou ainda o papel dos Amigos da Ponte, um movimento que luta pela manutenção da travessia. Até 30 de junho, haverá exposição de propostas num novo encontro com a população.

Populações aguardam propostas da Iberdrola

Também Fernando Queiroga, presidente da Câmara de Boticas, esteve reunido, no mesmo dia, com os habitantes das localidades de Veral e Fiães do Tâmega.

O autarca informou os munícipes sobre o andamento das obras e a situação da Ponte de Arame, informando que a Iberdrola, irá apresentar à Agência Portuguesa do Ambiente (APA) e aos dois municípios, uma solução para a reposição da travessia que liga as duas localidades. 

“Estamos a acompanhar de forma permanente esta situação e continuamos empenhados em encetar os esforços necessários para que a reposição da ponte se concretize, mantendo-se assim as relações de proximidade entre as populações dos dois concelhos”, disse que autarca.

Fernando Queiroga aproveitou a oportunidade para informar as populações sobre algumas intervenções, dar a conhecer o projeto relativo à construção do Centro de Dia/Convívio em Veral e ainda para estar em contacto com os munícipes, que devido à atual situação pandémica não lhe permite ter um contacto tão próximo quanto o desejado.

Partilhar

Últimas

Artigos relacionados
Relacionado

Casa da Eira: retiro edílico transformado em alojamento local

O pós-pandemia despertou os viajantes para os encantos de...

Autarquia com selo de mérito pelo Movimento Cuidar dos Cuidadores Informais

O projeto da autarquia Aguiar Cuida foi reconhecido pelo...

Lançamento do Martelo: Joel Borges conquista medalha bronze em nacional sub-18

O atleta do CTM Vila Pouca de Aguiar, Joel...

Vila Pouca de Aguiar marca presença na Bolsa de Turismo de Lisboa 2024

Vila Pouca de Aguiar vai participar na Bolsa de...