Utentes da Estrada Nacional 212 aguardam reparação urgente

Local

Os automobilistas das freguesias de Vila Pouca de Aguiar, Vreia de Jales e Alfarela de Jales, que se deslocam diariamente para a sede de concelho (e não só), estão há meses à espera de uma reparação profunda e urgente da Estrada Nacional 212, que atravessa todo o planalto de Jales.

A estrada, que faz a ligação entre Vila Pouca de Aguiar e o concelho de Murça, por Campo de Jales, possui alguns troços muito degradados, que obrigam a cuidados redobrados e uma velocidade de circulação reduzida. Representa, por isso, um risco para os automobilistas.

O mau estado desta via, cuja manutenção é da responsabilidade da Infraestruturas de Portugal (IP), já motivou várias reclamações por parte da Junta de Freguesia de Alfarela de Jales. Manuel Machado, presidente de Junta, que circula diariamente nesta estrada, informou que já chegou a demorar cerca de 32 minutos para percorrer os 14 quilómetros que ligam Alfarela de Jales a Vila Pouca e Aguiar. “Tentei fazer o levantamento dos pontos críticos no pavimento da EN212 para mais uma vez reclamar junto da entidade responsável. Mas acabei por desistir”, referiu o autarca.

Há, inclusive, um troço desta via, entre Guilhado e Vila Pouca de Aguiar, próximo do acesso ao Santuário de Nossa Senhora da Conceição, onde já foi retirada a parte superficial do pavimento, numa extensão de cerca de 300 metros, para futura repavimentação. No entanto, meses depois, os trabalhos ainda não foram retomados.

Local

Menu