Autoridades de saúde alertam para o risco de aumento do contágio no período da Páscoa

Alto Tâmega

O presidente da Câmara de Boticas, Fernando Queiroga, participou, em representação da Comunidade Intermunicipal (CIM) do Alto Tâmega, em mais uma reunião por videoconferência com a Administração Regional de Saúde (ARS) do Norte, para fazer o balanço da evolução da pandemia de Covid-19 na região.

Neste momento, apesar da situação se encontrar estabilizada e dos sinais serem bastante animadores no que à propagação do contágio diz respeito, regista-se um ligeiro acréscimo na faixa etária dos 0 aos 9 anos, a que não será alheia a reabertura das atividades letivas presenciais no passado dia 15 de março. No lado oposto, na faixa etária dos maiores de 80 anos é onde se registam menos contágios, notando-se claramente os efeitos da vacinação, já que esta faixa etária é aquela que apresenta uma maior percentagem de vacinados.

Atualmente, a taxa de incidência no distrito de Vila Real é de 36,6 casos por cem mil habitantes, mas o atual período de Páscoa traz preocupações acrescidas, até porque nos dois últimos dias regista-se já um aumento, ainda que ligeiro, de novos casos, justificado com a maior mobilidade da população. Por este facto, a ARS Norte recomenda que nesta quadra pascal sejam tomados todos os cuidados e respeitadas as medidas impostas, nomeadamente a proibição de circulação entre concelhos.

A este propósito, Fernando Queiroga lembra que “o alívio das restrições e a passagem para o nível seguinte do desconfinamento passará a ser feito por concelho, e naqueles em que se verifique uma taxa de contágio superior a 120 por cem mil habitantes essas restrições não serão levantadas, uma situação que ninguém deseja, até porque é muito importante que todo o país possa caminhar à mesma velocidade”.

A ARS Norte pediu ainda a todas as entidades que se mantenham atentas e que “tenham intervenções cirúrgicas, sinalizando algumas situações de maior vulnerabilidade e identificando os grupos mais suscetíveis a contactos e, por isso, a contágio”. Estas situações devem ser rapidamente agilizadas em consonância com os Centros de Saúde para que possam ser rapidamente testadas e sinalizados contactos de possíveis casos positivos, reforçando que “os Centros de Saúde têm testes disponíveis em quantidade e capacidade para uma testagem célere”.

Apesar de se mostrar satisfeito com a evolução positiva da pandemia de covid-19 na região, o autarca alerta para a necessidade de manter todos os cuidados e minimizar ao máximo as situações de risco.

Local

Menu